sexta-feira, 13 de abril de 2007

inventando ser sol

de noite bem de noite,
pensei ter visto
uma estrela cadente.
mas nem era,
era só um vaga-lume
que cortava a noite
inventando ser sol.

2 comentários:

Tanara disse...

Mas e se houver muitos deles?!

.

Mary disse...

de vez em quando é bom inventar-se sol também... :)

lindo teus versos!

beijoss