quinta-feira, 19 de março de 2009

sobre o desejo

desejo é quando minha pele com sede
quer beber água nas tuas mãos

9 comentários:

Kell Diniz disse...

uhh que lindoo..^^
:*

Luciana Brito disse...

Quando a pele fica com sede, ela quer proximidade, mergulhar no lado da pele e saciar a vontade de amor.


Beijos ^^


Ah, queria te convidar para um chat só se blogueiros. Add o endereço no msn, caso te interesse. group8738@groupsim.com

Beijo de novo ^^

Tatá R. da S. disse...

Poemeto simples, porém profundo, coberto de razão!! *-*
=*

Vivianne Soares disse...

tocante.

parabéns novamente!

Jaya disse...

Pele com sede, encontra na outra, água, que se cede.

Daí, em comunhão, vira mar. E o desejo já nem é só. É do mundo.

Ô, Paulo!

Beijos carinhosos, a você, eu deixo. Pra retribuir tua simpatia de semmpre.

Yasmim disse...

heey!

Ana Paula disse...

vc eh bom com os versos...
Bom não...Ótimo...=)

Dani Santos disse...

luminescências!!

levezas como uma palavra-bolha. uma poesia feita de película da matéria do impalpável, do que só se pode sentir com o inteiro que somos. e portanto. grande.

Susanna disse...

Perfeito!