domingo, 22 de abril de 2007

desde agora

tudo é tão corrido
toda hora
tudo é tão preciso
desde agora

não se pára um instante
nem mesmo no que
o instante pára

Um comentário:

mary disse...

e às vezes é preciso parar...
respirar!

:)

bjuss