quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

eu sinto sim

ah, eu sinto sim
sinto falta
do teu hálito que me cabia e enchia por dentro
do teu olhar triste, distante que dizia
do teu tocar que aprofundou a dor
mar de palavras sem fim
ah, eu sinto sim
sinto a falta do que foi
do que fui quando por um segundo deixei de ser

19 comentários:

Luciana disse...

'do que fui quando por um segundo deixei de ser'

Mudamos ao encontrar o outro, deixamos de ser e nos tornamos. Vestimos as vestes do que vivemos e, quando acaba, não sabemos o que ser.

Saudade...

Beijo, moço do pôr-do-sol!
=)

Adriel disse...

Sinto tudo aquilo que vem a ser,
esta logo ali e não posso ver...

Saudade...

Grande abraço!

Triste Flor disse...

Que bom ler-te, lindo demais, bjão.

Fouad Talal disse...

a única coisa perene na vida é a efemeridade...

Parabéns,
lindo poema.
www.versosdecor.blogspot.com

bianca disse...

só agora que entendi que é chao de pedra- achei que fosse mar espumando na areia!

Carla Taiane disse...

Wonderful ...

I'm back ...

lovingly ...

=P

Petty Candy disse...

ai esse segundo de deixar de ser é uma eternidade. passo dias, às vezes meses deixando de ser por causa daquele segundo.ai.

continuando assim... disse...

convite :

estamos perto do final... se final houver.
o capítulo 18, é o último capítulo do livro
quem já leu o "Continuando assim...", sabe como termina o livro.
A todos vocês que têm andado por aqui pacientemente , lanço o desafio prometido .
Antes de publicar o último capítulo , gostava que me dissessem como gostariam de terminar esta história de Alice e André.
Podem publicar os "vossos finais" nos comentários ou mandar directamente para o mail
queirozteresam@gmail.com
Irei postar aqui todos os finais possíveis , todos os "vossos finais" :)
Estou quase certa que algum de vós encontra o final perfeito.
está lançado o desafio, para já espero as vossas respostas
um grande beijo a todos !!

bj
teresa

Karla Thayse disse...

Sempre que venho aqui saio com o coração mais leve!
Lindo...
Tenha uma linda semana!
Beijo

Karla Thayse disse...

Sempre que venho aqui saio com o coração mais leve!
Lindo...
Tenha uma linda semana!
Beijo

Karla Thayse disse...

Sempre que venho aqui saio com o coração mais leve!
Lindo...
Tenha uma linda semana!
Beijo

Maria disse...

Tão bom deixar de ser, para ser em outro...

Luna Cortez disse...

eu sinto que a vida é bela quando leio coisas lindas assim.

Lua Durand disse...

e nessa de sentir, falta.
fez doer e muito, tudo por aqui, em mim.
doeu, doendo, dói.
um dia passa.
gostei daqui.

=)

Ellen Kiechle disse...

saudade gritante

Webert Gomes disse...

Engasguei ao colher do chão este poema. Tudo aqui me parece um tanto limpo. Só a Dor às vezes aparece pra manchar. Mas nada que uma lágrima não possa secar. Adorei "isso" aqui! Venha me visitar também. Abraço!

Laísa disse...

passeando pela vida, esbarrei nas tuas palavras.
...gostando muito do que elas estão me fazendo sentir.
parabéns pelo blog.

deixo um beijo.

Valéria C. disse...

bonito demais...

Karine Tavares disse...

Teu blog é lindo!Parabéns!
Vem conhecer o meu:

leiakarine.blogspot.com