segunda-feira, 9 de março de 2009

da chuva de hoje

hoje o céu chorou
não o choro triste das horas
mas o choro de encanto
de fazer flores florecer

e eu que não resisto a choro
[sou mole pra essas coisas]
corri para abraçá-lo no jardim

11 comentários:

Luciana Brito disse...

Me encanto com teus pequenos-grandes versos profundos. Tocam profundamente com sua beleza.

Esse choro de que tu falas é o choro da beleza. Também não resisto a choro e abraçar o céu durante uma dessas chuvas deve ser algo completamente surpreendente.

=]


Beijos moço.

Fernanda disse...

acredito que são essa lagrimas que regam as flores do jardim...fazendo nele surgi flores lindas...cheias de cor^^

Madalena disse...

...E eu que ando correndo da chuva e do sol, me arrependi amargamente de não ter abraçado o céu nesses dias todos.
Tentei, aqui sentada, sentir o céu me abraçando e eu a ele, como você fez no jardim. Não funcionou.
Vou subir, pois, no telhado, pra pedir que a lua expresse minhas sinceras desculpas.

cherry disse...

acho que naõ é ser mole, mas é tão bom poder expressar tudo aquilo que se compacta em nós nos dias corridos!

seu blog me encanta!

ygor p. disse...

Adoro quem escreve pequeno. Chegam por eles quase sempre sentimentos que hoje me fazem muita falta.

Madalena disse...

Dificuldades que eu julgo serem ultrapassadas por uma poesia singular.
Fico lisonjeada, querido Paulo, que possa levar a você o treino da "não palavra"; e feliz por dividir a sensação que "se expressa nas vias do corpo percorrendo o instante" através do meu escreviver.

Sou eu quem agradece.

Beijos

bianca disse...

tambem quero correr pro jardim!

Pedro Antônio disse...

Que coisa incrível!

Hoje estive aqui no seu blog e, com pressa, não deixei comentário!

Mas ainda há tempo! Lindo esse texto! Lindo! Sensível, perfeito!

Abração.

Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA - www.atorremagica.blogspot.com

Carla Taiane disse...

Lindo...
xD
amigo por cá anda tudo tão cinza...
bjos meus...
saudades³³³³³³

Thiago disse...

resistir a choros é um tanto estranho, mas vale o abraço sempre sempre.

Dani Santos disse...

As pequenas-grandes coisas sempre por aqui. a fazer nascer jardins de flroes ternas. a fazer brilhar cores novas. adoro. tuas palavras-abraços. sempre. como um descanso.
abraços pra ti... te adoro.